Direito a Manifestação

Inicio este texto, chocado com video que assisti na internet, onde uma policial ou guarda municipal, no exercício de sua atividade, é agredida, recebendo um soco e um chute no rosto, desferido por um boçal com o dobro de seu tamanho e força. 

A atitude deste cidadão é covarde, repugnante e absurda, devendo o mesmo, ser denunciado pelo Ministério Publico, em todas condutas penais típicas, cabíveis a afronta, inclusive com agravantes! Independente do gênero, o ser humano deve ser respeitado…. 

Adentrando o pano de fundo, nosso pais está em franca rota de colisão institucional, ética e social….. e sem civilidade! 

Pego esta infeliz e horrenda agressão, lamentavelmente cada vez mais frequente nos dias de hoje, para alertar que cidadãos vem buscando fazer justiça com as próprias mãos, quer em âmbito doméstico ou social.

Vejo pessoas apoiando em redes sociais, depredações em prédios públicos ou privados, cassando pessoas em aeroportos e restaurantes etc…

O discurso propagado neste momento por muitos, demonstra um comportamento incompatível com o exercício da liberdade de expressão e do próprio estado democrático de direito. 

Incentivar agressões, depredação do patrimônio público ou privado, colocando em risco a segurança do Município, Estado ou União, inclusive daqueles que circulam nesses espaços, bem como taxar instituições democráticas como ‘fascistas’, são atitudes incompatíveis com a postura de um cidadão de bem, expor a vida ou saúde de outrem a perigo direto e iminente, destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia, dentre outras tipicidades previstas no Código Penal

Vivemos uma crise de difícil contorno, porem, devemos fiscalizar e cobrar postura de cada Poder, com bom senso e civilidade, sem, contudo, ultrapassar nossos limites previstos em lei, porque do contrário, estaremos agindo de igual forma, àqueles que estamos combatendo.